08 novembro, 2015

As cidades do Agreste pernambucano atendidas pelo Sistema Jucazinho voltaram a receber água pela rede de distribuição nesta sexta-feira (6), de acordo com o calendário definido para cada cidade. O fornecimento estava suspenso para a realização de uma obra na Barragem de Jucazinho para a implantação de um sistema emergencial capaz de explorar o volume morto do reservatório. A retirada de água do volume morto começou a ser feita ontem (5), um dia antes do previsto. Uma bomba foi instalada para puxar a água de locais onde a captação convencional por gravidade não é mais feita devido ao baixo nível do reservatório, que está em pré-colapso.

O sistema emergencial de abastecimento faz parte das ações que a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) está adotando para amenizar os efeitos da estiagem, a mais grave dos últimos 50 anos. Os municípios e localidades atendidos pelo Sistema Jucazinho são: Cumaru, Passira, Riacho das Almas, Santa Cruz do Capibaribe, Surubim, Toritama, Vertentes, Santa Maria do Cambucá, Vertente do Lério, Salgadinho, Casinhas, Frei Miguelinho e Ameixas. Essas áreas seguirão o calendário de distribuição de dois dias com água e 28 dias sem água. 

A nova bomba submersa está operando com uma vazão de 250 litros por segundo. A expectativa da Compesa é que o sistema emergencial de captação consiga explorar todo o volume morto, que é de cerca de oito milhões de metros cúbicos de água, prolongando a vida útil da barragem por mais quatro meses.

| Blog do Allison Torres |