28 dezembro, 2015














A Agência Nacional de Vigilância Sanitária aprovou nesta segunda (28) a primeira vacina contra a dengue no país. A vacina é produzida por um laboratório francês e deve levar pelo menos três meses até começar a ser vendida aqui no Brasil. É o tempo que o governo precisa para definir o preço do medicamento.

A Anvisa diz que o prazo é demorado porque, como a vacina é um produto novo, não existem parâmetros para a comparação de preços.

A vacina contra a dengue é aplicada em três doses, uma a cada seis meses. E só pode ser usada por pessoas com idade entre nove e 45 anos. Grávidas, mulheres que estão amamentando e quem tem fenilcetonúria - uma doença que causa atrasos no desenvolvimento intelectual e distúrbios de comportamento - não podem usar esse medicamento.

A vacina não protege contra contra o zika vírus, nem contra a febre chikungunya - doenças que também são transmitidas pelo Aedes aegypti. Mas reduz em até 80% o número de internações nos tipos graves de dengue. Por isso, o governo reforça: a melhor medida preventiva é evitar o surgimento do mosquito da dengue.

| Do: Jornal da Globo |