18 janeiro, 2016
















Dirigentes da Rede Sustentabilidade, que tem como presidente a ex-senadora Marina Silva, reafirmaram em Brasília neste final de semana que não vão apoiar a proposta de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Em vez do impeachment, os “marineiros” vão apoiar a cassação de Dilma e do seu vice, Michel Temer, pelo Tribunal Superior Eleitoral, por abuso de poder político e econômico.

“Estamos dando toda a força às investigações, mas a melhor forma de dar encaminhamento é o processo no TSE. Dilma e Temer são faces da mesma moeda”, afirmou a ex-senadora. A reunião contou com as presenças do líder da bancada na Câmara Federal, deputado Alessandro Molon (RJ) e do senador Randolfe Rodrigues (AP).

Tramitam no TSE três ações de autoria do PSDB contra Dilma e Michel Temer por supostamente terem se beneficiado em 2014 de recursos ilícitos da Petrobras.

Essa tese já foi abraçada pelo ministro Gilmar Mendes, o autor do pedido para que a Justiça Eleitoral abrisse uma nova investigação na contas da presidente reeleita.

| Fonte: Blog do Mario Flávio |