25 fevereiro, 2016














Com baixo número de recadastramento, o Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) reforçou o atendimento aos eleitores nos finais de semana. O objetivo principal é acelerar o recadastramento, que ocorre até o dia 04 de maio de 2016, que é o último dia para o eleitor requerer inscrição eleitoral ou transferência de domicílio.

A maior preocupação do TER-PE é com os municípios de Olinda e Paulista, cidades com situação mais crítica no processo. Olinda possui 313.128 mil eleitores e apenas 46,70% refizeram o cadastro. Já Paulista tem 214.496 mil eleitores e apenas 57,05% deles estão aptos a votar na eleição de outubro.

No Agreste de Pernambuco, cidades como Santa Cruz do Capibaribe e Bonito, que estão passando pelo cadastro biométrico, também enfrentam dificuldades. Em Santa Cruz, apenas 52% dos eleitores estão aptos a votar, enquanto em Bonito, penas 60% dos eleitores bonitenses compareceram ao Cartório Eleitoral do município para realizar o cadastro. O município de Bonito, conta com aproximadamente 32 mil eleitores, mas segundo a justiça eleitoral, 11 mil pessoas ainda não realizaram o cadastramento e a estimativa do cartório é que apenas cinco mil eleitores consigam realizar a biometria até o prazo estabelecido.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estabeleceu que os municípios devem ter 80% do eleitorado apto a votar. Ao todo, 24 municípios ainda não concluíram a meta do cadastro biométrico em Pernambuco. O TER cogita a participação do Exército no nos trabalhos biométricos.

Informações Blog do Igor Maciel