11 abril, 2016


O SINDUPRON repudia veementemente a atitude do prefeito de Brejo da Madre de Deus, ao fazer uso de carro de som para desqualificar as legítimas reivindicações da categoria de professores.

Na verdade o senhor prefeito, se nega a fazer o repasse da reposição salarial dos profissionais do magistério, na tentativa de congelar os salários e acabar com a valorização.

O prefeito esqueceu de dizer que a luta da categoria é bem mais ampla e não se resume só a salário.

* Esqueceu de dizer que está descumprindo a Lei municipal 262/2009, que garante o reajuste anualmente no mês de janeiro;

* Esqueceu de dizer que os professores vem sendo lesados a mais de 06 anos sem o enquadramento corretamente na grade de vencimentos;

* Esqueceu de dizer que o município recebeu desde agosto de 2015, mais de 20 milhões do FUNDEF e se nega a repassar os 60% desse valor para os professores, como determina a Lei do FUNDEF;

*Esqueceu de dizer que muitos professores estão trabalhando em condições desumanas, com reformas inacabadas, anexos sem condições de funcionamento, sem ventiladores, sem material didático, um caos total, principalmente nas escolas de São Domingos;

*Esqueceu de falar, que os professores inativos não receberam os seis meses de retroativo referente ao reajuste de 2015;

* Esqueceu de dizer que os professores inativos tambem não foram enquadrados e todos recebem como iniciantes;

* Esqueceu de dizer que queremos dialogar e discutir as reivindicações.

Por esses motivos, não aceitamos ameaças, assédio moral ou intimidações, queremos a manutenção das nossas conquistas, queremos dialogar. Que o prefeito reveja sua posição e abra a negociação. 


A intransigência e o autoritarismo não cabe mais nos dias atuais.

Nada de baixar a cabeça, vamos a luta!

Sindicato é pra lutar!
SINDUPROM-PE.