05 maio, 2016




Relator da Operação Lava Jato, o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki determinou na manhã desta quinta-feira (5) o afastamento do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) do mandato de deputado federal.

De acordo com publicação do jornal Folha de S. Paulo, Teori concedeu liminar em um pedido feito pela Procuradoria-Geral da República e apontou 11 situações que comprovariam o uso do cargo de deputado para “constranger, intimidar parlamentares, réus e agentes públicos com o intuito de retardar as investigações”.

Na peça, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, chama Eduardo Cunha de “delinquente”. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Na Lava Jato, Cunha é alvo de mais denúncias, três inquéritos na Corte e três pedidos de inquéritos que ainda aguardam autorização para serem abertos. Quem assume na Câmara é outro investigado na Lava Jato, o deputado Waldir Maranhão (PP-MA).