31 janeiro, 2017
















A prefeita de Caruaru Raquel Lyra foi ao Recife, na manhã desta terça-feira (31), para apresentar ao secretário estadual de Defesa Social, Ângelo Gioia oito itens que podem melhorar a situação da segurança na Capital do Agreste. Entre as demandas, a necessidade do 4º Batalhão exclusivo para o município e a extensão das atividades da Delegacia da Mulher para 24 horas diárias e nos finais de semana. A prefeita, que foi acompanhada do secretário municipal de Ordem Pública, Coronel Luís Aureliano, explicou ao secretário estadual o objetivo do plano municipal “Juntos pela Segurança”.

A atual gestão, que está à frente do executivo municipal há um mês, assumiu o papel que cabe ao município, não fugindo ao debate nem a adoção de medidas sob sua responsabilidade. Por isso, demos início a elaboração de um plano municipal, o “Juntos pela Segurança” que é um plano de participação popular que consolidará uma política pública voltada para a definição do papel do município na contribuição da tarefa da preservação da ordem pública, além de procurar desenvolver a responsabilidade cidadã da comunidade, bem como assumir compromissos com os órgãos responsáveis constitucionalmente pela segurança pública”, detalhou a prefeita.

Abaixo as propostas defendidas por Raquel: 

1. Direcionamento da atuação do 4º Batalhão de Polícia Militar com exclusividade para o município de Caruaru, considerando ser um importante polo econômico regional, cuja população chega a 350 mil habitantes e que figura como o terceiro município com o maior número de crimes contra a vida do Estado. Atualmente, o batalhão tem a responsabilidade sobre o policiamento de mais 14 municípios da Região do Agreste.

2. Implantação do 1º Batalhão Integrado Especializado Policial Militar, com sede em Caruaru para atuação nas áreas de Radiopatrulhamento, Motopatrulhamento, Trânsito, Grupamento com Cães e Policiamento de Choque,

3. Criação de uma segunda Delegacia de Plantão, considerando que há apenas uma delegacia para uma demanda que representa aproximadamente 40% dos procedimentos da capital, que possui quatro equipes destinadas ao plantão.

4. Extensão das atividades da Delegacia da Mulher para 24 horas diárias e nos finais de semana.

5. Criação de uma delegacia especializada em crimes de menor potencial ofensivo.
6. Aumento do número de peritos criminais do Instituto de Criminalística, além do incremento de uma equipe de papiloscopistas.

7. Desenvolvimento de ações de cidadania na zona rural do município, através da atuação da Gerência de Prevenção e Articulação Comunitária – GPAC/SDS.

8. Incremento do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência – PROERD, nas escolas do ensino fundamental do município, através da atuação da Diretoria de Assistência Social e Direitos Humanos da PMPE.

Blog do Mario Flavio