30 maio, 2017

Foto: Allison Torres - Robertinho Asfora e o ex-prefeito Roberto Asfora 


O Ministério Público de Contas do Estado de Pernambuco informou a prefeitura de Brejo da Madre de Deus na pessoa do Prefeito em exercício Hilário Paulo que o mesmo terá que suspender o contrato de quase 1 milhão de reais sem licitação feito de forma irregular.


A matéria divulgada a pouco em nosso blog trouxe detalhes dessa decisão: "A determinação partiu da conselheira Teresa Duere por meio de uma Medida Cautelar (Processo 1724065-7) expedida monocraticamente por ela e referendada nesta terça-feira (30) pela Primeira Câmara do Tribunal de Contas." 

Confira a matéria (AQUI)

Recebemos com exclusividade documentos que mostram a atuação do ex-prefeito Roberto Asfora (PSDB) e do vereador Robertinho Asfora (PSD) na denúncia protocolada pelos mesmos, e aceita pelo Ministério Público de Contas do Estado. 

A denúncia que foi apresentada por Asfora vem movimentando os blogs da região como um fato negativo para atual gestão. Vale ressaltar, que de acordo com a representação do procurador geral do MPCO, Cristiano Pimentel, a dispensa de licitação neste caso, é irregular e não atende aos requisitos da Lei de Licitações ( 8.666/93).