01 abril, 2020

briga na justiça


A Companhia Energética de Pernambuco - (CELPE), firmou diversos contratos de fornecimento de energia elétrica com o Município de Brejo da Madre de Deus/PE, referente a iluminação pública, e, também, ao consumo dos prédios públicos da Municipalidade.

Ocorre, que o Município de Brejo M. Deus, não cumpriu com os pagamentos, deixando diversas faturas em aberto, que totalizam o montante astronômico de R$ 2.198.199,05 (dois milhões cento e noventa e oito mil cento e noventa e nove reais e cinco centavos).

Assim, estando o Município inadimplente com as faturas mensais ordinárias de energia elétrica, e, inadimplente com as faturas referentes à iluminação pública, não restou outra saída a Celpe, a não ser cobrar judicialmente a dívida para que o Município seja compelido a adimplir com as faturas.

A Celpe ainda alegou no processo que “se as contas de energia não estão sendo pagas, certamente as quantias que ao pagamento das mesmas estava destinada foi utilizada, ou desviada, para outra finalidade”, e, assim, sendo, requereu ao Juiz que fossem encaminhadas cópias do processo ao Ministério Público Estadual (MPE-PE) e ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) para que os competentes órgãos inaugurassem os procedimentos no sentido da elucidação dos motivos que, na origem, provocaram a inadimplência.

Até a data da presente publicação da matéria, o Município ainda não foi citado para tomar conhecimento da ação.

Processo nº 178-64.2020.8.17.2340

Conteúdo: Blog do Manha Nordestina 

Entramos em contato com o prefeito Hilário Paulo que falou está em uma briga com na justiça contra a Celpe.

"Estamos em uma briga na justiça com eles (Celpe) a um tempo eles não estão repassando a tarifa que é cobrada do consumidor a prefeitura, A celpe não é prefeitura e não pode gerir dinheiro publico, isso é algo ilegal. Outra questão dessa multa  é que ela está na fase de recursos, logicamente ainda não foi tramitado e julgado.'' Contou o prefeito Hilário.
Blog do Allison Torres  

Nenhum comentário:

Postar um comentário