18 maio, 2020

"O presidente me parece que adora a todo dia produzir uma nova crise" afirma Coutinho



Em conversa com o Blog do Allison Torres, o Deputado Federal Augusto Coutinho (Solidariedade) falou sobre a instabilidade política que o país vive, Augusto chegou a lamentar a forma como o Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vem lidando com a Covid-19. 

Para o Deputado muita das crises do governo é promovida por aliados radicais, como a crise após o afrontamento as instituições e congresso. Coutinho lamentou a postura do Presidente em apoiar o que para ele são "vagabundos, covardes." 
"Radicais nenhum dele presta, seja de esquerda ou de direita" Afirma e continua. "Agora, lamentavelmente o Presidente os estimulam e isso é lamentável. Concluiu. 
 O deputado acha que os "vagabundos e covardes" que defendem por exemplo a intervenção militar não querem resolver no campo do argumento. 

Sobre o impeachment, Augusto lembrou que Bolsonaro já tem mais pedidos que Collor, Dilma e Temer, e voltou a dizer que não gostaria de votar outro impedimento. 

Segundo o deputado a um trauma pós-impeachment muito grande, "o país fica dividido." Questionado se até hoje ainda o Brasil vive o último impedimento ele disse que sim, é muito recente.

Augusto fez questão de dizer que mesmo não querendo votar, ele não se ausentara da votação de um possível impedimento do presidente Jair Bolsonaro. 
"Se amanhã for consumado que o presidente cometeu um crime... E seja passivo de impeachment, eu votarei sim." Finalizou o deputado.

Veja a entrevista: 

                         


Conteúdo: Blog do Allison Torres 

Nenhum comentário:

Postar um comentário