14 agosto, 2020

Médico Ênio Lustosa Cantarelli é declarado Patrono da Cardiologia Pernambucana


Autor da lei nº 17.011, promulgada em 11 de agosto de 2020, foi o primeiro-secretário da Alepe e deputado estadual, Clodoaldo Magalhães (PSB).

O médico Ênio Lustosa Cantarelli, grande sertanejo que revolucionou a medicina pernambucana, foi declarado como Patrono da Cardiologia Pernambucana. O cardiologista faleceu em maio deste ano, portanto, o título vem como homenagem. O autor da lei nº 17.011, promulgada em 11 de agosto de 2020, foi o primeiro-secretário da Alepe e deputado estadual, Clodoaldo Magalhães (PSB).

De acordo com o deputado Clodoaldo Magalhães, a indicação do Dr. Ênio Cantarelli para o título foi motivada por todos os serviços do médico prestados ao Estado de Pernambuco. “Dr. Ênio revolucionou a medicina pernambucana, tanto do ponto de vista técnico como humano. Um homem forte, cheio de vontade para fazer o bem. Era uma pessoa incrível que fez dos sertanejos os seus irmãos de terra. Era muito querido em todo lugar, inclusive por nós da Alepe”, comentou Clodoaldo.

Dr. Ênio Cantarelli, natural de Belém de São Francisco, estudou na renomada Faculdade de Ciências Médicas, a atual Universidade de Pernambuco (UPE), e depois lecionou na mesma instituição. Ele presidiu a Sociedade Brasileira de Cardiologia por dois biênios e fundou, em 2006, o Pronto Socorro Cardiológico de Pernambuco (Procape), maior pronto socorro cardiológico público do Nordeste, levando sua expertise e humanismo a tantos que ali chegaram. Foi também diretor do Hospital Universitário Oswaldo Cruz.

Recentemente, Dr. Ênio se tornou ainda imortal pela Academia Pernambucana de Medicina. A Assembleia Legislativa de Pernambuco também foi prova de sua competência e dedicação quando ele assumiu a chefia do Departamento de Saúde, órgão que auxilia na saúde dos nossos servidores. “Foram marcas da sua gestão a inovação, o comprometimento, o espírito público e a esperança. Sempre atuou em defesa da medicina e cardiologia voltado para o atendimento da população mais carente”, comentou Clodoaldo.

Outra homenagem

Também neste período de pandemia, Clodoaldo Magalhães deu entrada em um ofício que recomenda à Mesa Diretora da Alepe que o novo prédio que irá receber a Superintendência de Saúde e Medicina Ocupacional (SSMO) da Alepe tenha o nome “Prof. Dr. Ênio Lustosa Cantarelli”. O projeto, agora, aguarda aprovação da Mesa.

O prédio da Superintendência de Saúde e Medicina Ocupacional (SSMO) ficará na Rua da União, 583, no bairro de Santo Amaro, centro do Recife, e contará com capacidade de atendimento para 1.200 pessoas provenientes de diversos municípios de Pernambuco por mês. Serão 19 consultórios médicos e odontológicos, sala de repouso, espaço clínico para fisioterapia, farmácia e salas de esterilização e descontaminação.

O prédio contará com uma equipe de diversos profissionais da saúde de especialidades como cardiologia; oftalmologia; ginecologia; odontologia; psicologia; fisioterapia; enfermagem; dermatologia; endocrinologia; fonoaudiologia e gastroenterologia. Além de consultas, serão realizados alguns pequenos procedimentos como curativos e assepsia, podologia para diabéticos e pequenas cirurgias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário