22 março, 2021

Brejo da Madre de Deus só tem estoque de oxigênio para mais dois dias, diz FNP: A mesma situação ocorreu em outros 77 municípios brasileiros em virtude da superlotação da rede hospitalar

A Prefeitura de Brejo da Madre de Deus, no Agreste de Pernambuco, divulgou que o município enfrenta dificuldades provocadas pela superlotação da rede hospitalar por causa do aumento de casos confirmados de Covid-19. De acordo com a Frente Nacional de Prefeitos (FNP), o município só teria estoque de oxigênio para tratar os pacientes por mais dois dias.

A FNP disse que esta mesma situação foi registrada em outros 77 municípios brasileiros, incluindo Ibimirim, no Sertão. Em entrevista à Rádio Jornal Caruaru, a assessora técnica responsável pela Covid-19 da Secretaria Municipal de Saúde, Angelita Lucena, comentou que a rede de atendimento aos pacientes com coronavírus foi ampliada no município, mas existe a preocupação a respeito da falta de insumos para tratá-los.

"Estes pacientes [em estado grave] precisam de oxigênio. Nós estamos com 16 leitos, há 15 dias a gente vem observando que esses leitos vêm se mantido ocupados e na grande maioria, em 100% dos leitos, a gente precisa de oxigênio para todos os pacientes", disse a assessora. Angelita destacou que a compra de oxigênio é diária, mas existe uma dificuldade para adquirir novos cilindros.

Conteúdo: NE10 Interior

Nenhum comentário:

Postar um comentário